4 de julio de 2013

OBSERVAÇÕES - Debate da X Bienal de Arquitetura (SPO)

Prezados leitores, ontem tivemos o prazer de participar no debate prévio a apresentação da X Bienal de Arquitetura de São Paulo.

Com o tema Cidade: modos de fazer, modos de usar, a Bienal faz uma reflexão contemporânea sobre a cidade, baseando-se em três pilares fundamentais: mobilidade/ densidade, espaço público e infraestrutura urbana.

Como anunciamos em um anterior post, contamos com a presença de José Armênio de Brito Cruz - Presidente IAB-SP e dos debatedores:

Guilherme Wisnik - Curador da X Bienal de Arquitetura de São Paulo; que comentou muitas coisas entre elas, as novas formas de construir ou ocupar a cidade. Mostrando imágens de algumas obras que serão referencia para a X Bienal de Arquitetura.

Debate realizado ontem  no CCSP.
Ligia Nobre - Curadora adjunta; destacou que essa bienal apresenta um programa diferente das outras edições, "Uma atuação em red", ações de articulação, mobilidade e percursos serão o ponto de partida para uma reapropriação da cidade.

A revitalização de um rio de Seul, 2003.
Paula Santoro - Ministério Público do Estado de São Paulo; antecipou detalhes da exposição que estará na X Bienal chamada "Brasil: Espetáculo do Crescimento" onde pequenos relatos, nos contará esse suposto fenômeno espalhado pelo nordeste brasileiro, atraves da voz do povo. Apelidando-a de "viagem exploratória" é uma mostra do processo desse crescimento, e levantando questões como: expansão da classe media ou somente poder de consumo? Voltando a falar de "work in process", concentração industriais VS estrutura urbana, impacto ambiental, gentrificação e os novos pólos industriais, téxtil e agropecuário. Ressalta que seram vídeos e imágens para causar sensações variadas.


Independent Group, 1952.
Marcos Bicalho - Associação Nacional dos Transportes Públicos; começou mostrando uma das inúmeras frase de Henrique Peñalosa (Ex-Prefeito de Bogotá) em relação ao problema do transporte. Falou sobre as contradições do desenvolvimento/progresso e quanto aos nossos modelos. "A cidade atual é produto das escolhas no passado". Também citou algumas políticas de estímulo ao uso do transporte individual.

Habitaçao Social, 2003. Alejandro Aravena.
Renato Anelli - Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP, São Carlos Rennó; falou bastante de mobilidade urbana e cidadania, do direito/acesso da população e o seu deslocamento de casa ao trabalho. Dos modelos de concessão, prestação de serviços e a criação de um novo sistema/articulação para São Paulo, mostrando em um mapa uma espécie de "Arco do Triunfo" ligando as zonas este e oeste da cidade. Se pergunta si está colocada em prática nossa política urbana nacional com tantos planos, estatutos, secretarias, ministérios e leis. Incapacidade ? Ressalta que temos que olhar exemplos de atuação urbana que tenham uma realidade mais semelhantes a brasileira, projetos no México ou pela Ásia.


Aproveitamos para convidá-los a todos a apresentação institucional da X Bienal de Arquitetura São Paulo.

X BIENAL DE ARQUITETURA DE SP
Quando: 5 de julho, sexta-feira
Local: Auditório da Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94)
Horário: 12h30

Mais informações e cobertura do evento na página oficial da Bienal no Facebook e através do Twitter @xbienalarq.

No hay comentarios: